Foto: Associação Atlética de Engenharia da UTFPR Toledo

E não é que esse dia chegou? A colunista aqui, está cheia de orgulho e ansiosa para dividir com o Integraê, como foi pra Raposa, esse título inédito! Vem comigo, e se permita conhecer a história resumida dessa atlética do Oeste do Paraná!

Só quem viveu 2015 com a Raposa, sabe o que foi ir do inferno ao céu, em questão de meses! Ali mesmo, no ginásio principal Amario Vieira, após irmos mais uma vez para o Engenhariadas Paranaense, em Umuarama, sabendo da nossa realidade, uma atlética pequena, com muitas limitações financeiras e também com muita falta de atleta, ia para lutar pela permanência na elite de atléticas do Paraná. O trabalho tinha sido feito, estávamos animados, visivelmente estávamos em um novo tempo, crescendo e agregando mais e mais pessoas. Veio o tombo! Em um dos cantos do ginásio, ouvindo a premiação, amargurávamos um penúltimo lugar, o que nos daria passaporte direto pra segunda divisão. Ninguém acreditava, saímos de lá aos prantos, com um único pensamento: vamos subir mais fortes!”.

Foto: Engenharíadas Paranaense

Só que a sorte, amiga fiel da Raposa, nos reservava uma surpresa! Após uma reunião pós-jogos, veio a segunda chance que toda atlética que cai, deseja: nos mantivemos na primeirona! Era inacreditável, uma revisão de súmula nos mostrou que faltava muito, mas que ainda era tempo de trabalhar, consertar erros antigos e lutar!

Naquele mesmo ano, fomos para o Joia Oeste 2015 desacreditados, pelos outros – pois dentro da Raposa, um sentimento imenso tomou conta de todos – a sede de ganhar, a vontade de estar no lugar mais alto do pódio, tomou conta. Ai sim, conheceram a Raposa: Ganhamos! 1° lugar geral!

Foto: Associação Atlética de Engenharia da UTFPR Toledo

E então meu amigo, ninguém mais conseguiu nos impedir de sonhar sempre mais alto, almejar coisas maiores, confiar no nosso trabalho, conter essa torcida insana que todos conhecem! –  “É a gigante Raposa atropelando mais um”– O Engenharíadas em casa veio, em 2018, mas com pequenos tropeços, não atingimos o objetivo: o pódio! Tudo bem, focamos no Joia Oeste 2018, e não é que veio? Bicampeões!

Vinhamos embalados de um título,e também cientes de que desde 2016 nos mantivemos no Top 6 na primeira divisão do Engenharíadas. Tínhamos tudo para acreditar que a nossa hora chegaria! Porém, a humildade também sempre foi nossa aliada! Em momento algum nenhum diretor, atleta, ritmista ou cheer, disse que o pódio era nosso, antes do anúncio final! Fomos para Umuarama com um só espirito, mostrar o que é ser Raposa pro resto do Paraná, o resultado seria consequência de um trabalho em equipe invejável, atletas comprometidos e uma torcida pra lá de apaixonada!

O ano era da Raposa, era pra ser! Sentíamos as coisas fluírem desde o primeiro dia, jogo após jogo, os atletas com mais vontade de ganhar, a torcida cada vez mais inflamada, estávamos dando trabalho! Era real! Mantivemos o pé no chão, focamos em um único objetivo: terminar o dia bem! E no domingo, não teve quem não se emocionou. Os Foxes (cheerleaders), vindas de um desafio aonde não puderam participar nos dias que antecederam (Joia Oeste 2018), se consagravam campeãs do nível 2! Estava acontecendo! A Bateria Rapozona se consagrava top 5 da primeira divisão do desafio! E sim, Raposa no pódio! A ficha não caia, estávamos dentro do nosso sonho, mas não apenas um sonho, o melhor cenário que poderíamos imaginar!

Foto: Associação Atlética de Engenharia da UTFPR Toledo
Foto: Engenharíadas Paranaense

E foi o que a Mariana Lamperti, nossa multiatleta e torcedora fiel da Raposa nos contou:

“Mais um Engenharíadas Paranaense em Umuarama, só que dessa vez a história foi diferente. Nada de susto com “rebaixamento” e sim pódio! Desde 2015 que participo do EP e sem dúvida essa foi a melhor edição que já vivi. A sensação de ter a minha amada Raposa no pódio do EP foi a melhor que ela já me proporcionou, eu só sabia chorar e me alegrar da conquista que a união dessa família gerou. Cada atleta, que assim como eu, deu o seu máximo dentro das quadras, cada música e grito puxado pela Crash, cada batucada da Rapozona (Parabéns pelo TOP 5!), a energia das Foxes (Parabéns Campeãs Nível 2!) e a dedicação, trabalho e amor da Diretoria. Tudo isso resultou nesse pódio que até agora faz cada um querer voltar pros 4 dias épicos do EP. Que continuemos dando nosso melhor pra que nossa GIGANTE RAPOSA faça mais história nos jogos universitários e nas nossas vidas. NÓS SOMOS A RAPOSA!”.

O sentimento de ver a Raposa dividindo o pódio com gigantes, é indescritível! Epidemia e C7, o sonho não poderia ter sido melhor vivido! E com certeza a ideia de que é possível, foi transmitido para muitas atléticas que vivem as mesmas coisas que nós, com as nossas limitações! Foi um pouco do que o Gabriel Lautenschlaeger, atual presidente da atlética, dividiu conosco:

“É muito difícil pra mim separar alguns momentos marcantes desse EP, aconteceu muita coisa, desde o início desse projeto até ó pódio! Muito trabalho, muita reunião, noites mal dormidas, cervejadas e por aí vai! Uma diretoria fantástica, que não media esforços pra fazer tudo acontecer, trabalharam demais durante todo o semestre! Formamos uma família e assim foi muito tranquilo de se trabalhar. No começo um pouco desacreditados, mas sempre focados para fazer o melhor para a atlética, só orgulho desse time! Sem contar os atletas, ritmistas e toda a torcida, sem eles nada disso seria possível, é muito gratificante ver todo mundo dando o máximo de si, trabalhar para eles é a melhor coisa do mundo!!!! E o resultado final não poderia ser outro, 3 lugar geral da primeira divisão do Engenhariadas Paranaense, que sonho! Dentro da quadra, passou muita coisa pela minha cabeça, desde quando entrei na Atlética até esse momento, não sei descrever o tamanho da minha felicidade ali, elevar o nível dessa Atlética e mostrar nosso lema mais uma vez, VIEMOS PRA FAZER HISTÓRIA, não tem preço!!! A raposa tem proporcionado as melhores sensações da minha vida e vou ser eternamente agradecido a ela!!!”.

Foto: Associação Atlética de Engenharia da UTFPR Toledo

Os 4 melhores dias da Raposa, entraram para nossa história e para sua também, que participou conosco, direta ou indiretamente. Fica aqui o nosso MUITO OBRIGADA! Obrigada por todo respeito em quadra, na arena, nos ginásios, nas festas!

Orgulho e felicidade demais resumem, porém o trabalho continua e o segundo semestre já está batendo na porta com mais jogos para curtirmos muito!

Essa é a Raposa! Maluca, temida e foda!

Quer saber mais sobre o tema? Bora lá:

Jogos universitários arrecadam 21 toneladas de alimentos no Paraná!

UEM conquista o OCTACAMPEONATO no Engenharíadas Paranaense!

“A recompensa está na caminhada”: Bateria Carniceiros vence mais um desafio do Engenharíadas Paranaense!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here