Cheerleader aposentada e suspeita pra falar, eu posso afirmar pra vocês uma coisa: desafio dos cheerleader no Engenharíadas Paranaense não completa rotinas, dá SHOW!
Tietei o evento do começo ao fim, que carregou o peso do aniversário de 10 anos dos jogos e, sem dúvidas, mais uma vez, as equipes mostraram que o cheerleading universitário paranaense é real e oficial um dos, se não o mais forte do país.
Este ano a competição contou com 18 equipes concorrendo em duas categorias esportivas distintas, sendo estes, nível 2 disputado por: Bearleaders, Bisetes, Bulleaders, Duckleaders, Foxes, Goriletes, Hellgirls, Manada, Marrecats, Pantercats e Snakets, e o nível 3.2: Asas Negras, Diablezas, Epidemia, Furiosos, Helgas & Hagares, Hellgirls e Pigcesas.
Mesmo com a diferença de dificuldade técnica entre os níveis, o que nenhuma das categorias deixou a desejar foi exatamente o espetáculo e a maturidade com que estas, ano a ano vem desenvolvendo durante as rotinas. Isso se dá por uma palavrinha mágica da qual acarreta em uma competição mais firme e justa: evolução. As equipes têm buscado cada vez mais se especializar e treinar o esporte, o que mesmo diante de níveis diferentes fazem com que os atletas adquiram maturidade e experiência de rotina para evoluir cada vez mais. Esse reflexo de crescimento e busca da evolução tem sido tão forte aqui no Paraná que o intercâmbio de atletas para outros estados e outras equipes tem se tornado cada vez mais comum, fora os grandes investimentos em técnicos, rotinas e cheermix.
Cauê Moura a esquerda
E junto com esse sucesso que o “O Desafio de Cheerleaders do Engenharíadas Paranaense” vem lapidando ano a ano, Cauê Souza, um dos jurados da competição em 2018 ressalta: “mérito aos que participam do Engenharíadas, o desafio do EP é atualmente o maior evento universitário de cheers do país em números de equipes, o que já o torna mais do que na hora, ter seu merecido título de competição! Afinal cheerleading é esporte SIM”.
Com investimentos absurdos e dedicação cada vez mais regrada, as equipes no estado, principalmente dentro do Engenharíadas Paranaense, vêm se dedicando e estudando cada vez mais o esporte, prova real das pontuações muito aproximadas nas colocações durante a competição e que arrancam suspiros de ansiedade e felicidade não somente dos atletas, mas principalmente da torcida que compareceu em peso no ginásio principal para o “evento lacração” que é a competição dos cheers!
E você quer mais lacre do que um duble ouro?
Davi França e Cheerleaders Bisetes
Coach dos dois times campeões nas duas categorias do Desafio dos Cheers do EP 2018, Diablezas (3.2) e Bisetes (2), Davi França carrega com muito orgulho o nome das duas equipes e me conta um pouquinho do que é ter essa temporada de ouro no peito: “Sensação de alegria imensa, de trabalho árduo que gera bons frutos, e mesmo com as dificuldades, quando se consegue um bom resultado é uma alegria imensurável sem dúvidas, estou muito feliz”. E quando pergunto sobre o que ele acha desse Desafio de Cheers no Epezão da P***A, não muito diferente de qualquer apaixonado por cheer ele descreve perfeitamente o que essa competição significa em palavras (ou não): “…sem palavras para a competição, que sem dúvida é a maior competição universitária do Brasil. Fui surpreendido e fico imaginando onde isso vai chegar. Claro, estamos engatinhando no cheerleading no Brasil, mas o nível técnico é altíssimo, é genial e muito bom”!
E tá lindo meeeesmo, o Integraê tietou e filmou cada equipe, porque o que a gente ama aqui mesmo é esse esporte maravilhoso e encantador! A cada ano uma favorita diferente se destaca, equipes surpreendem e a mágica acontece no tatame! E isso meus caros, é cheerleading!
O parabéns pra você” vai para todos os cheers que fizeram e fazem de cada edição do desafio de cheers do Engenharíadas Paranaense mais sério e incrível, onde literalmente nesse tatame, nessa competição, voa-se demais!
…5, 6, 7, 8. VEM DESAFIO DE CHEERLEADER 2019!
Equipes participantes do Desafio de Cheerleaders do Engenharíadas Paranaense 2018 
Pantercats – Atlética XII de Março

Furiosos – Atlética XV de Março

Snakets – Atlética FAG

Hellgirls/boys – Atlética PUCPR

Duckleaders – Atlética UTFPR – PB

Bearleaders – Atlética Avalanche

Bulleaders – Atlética Los Bravos

Bisetes – Atlética Bisão

Diablezas – Atlética Demônios do Campo

Marrecats – Atlética UTFPR – FB

Asas Negras – Atlética XV de Outubro

Pigcesas – Atlética UTFPR – Medianeira

Goriletes – Atlética UTFPR LON

Helgas e Hagares – Atlética UFPR

Manada – Atlética X de Junho

Epidemia – Atlética Epidemia

Foxes – Atlética Raposa

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here