Foto: Canal NOJO

Quem compareceu os três finais de semana do Jogos Inter Atléticas de Maringá (JOIA, ou joio ou nóia, rs), pode presenciar nas redes sociais uma galera das atléticas que decidiu dar um up a mais na palavra jornalismo e ser o verdadeiro jornal nacional dos jogos.

O Canal Notícias do JOIA, famigerado NOJO, começou a ser formado e pensado dentro de um OPEN BAR de atlética (melhores lugares pra se ter ideias geniais). E pra entender como isso foi desenrolando, Saulo, um dos fundadores do rolê, contou pra gente em detalhes:

A ideia inicial do Canal foi do Vitinho, que veio conversar comigo e com o Nelson no Arraiá da XI de Setembro. A princípio era pra gente fazer uma mesa de discussões, como as que aconteciam durante a Copa do Mundo no final de cada dia. Mas pra isso acontecer, precisávamos entrevistar o pessoal, filmar provas e jogos. Aí começamos a fazer as entrevistas e stories para o Instagram no atletismo e vimos que o pessoal estava gostando, comentando, aumentando o número de seguidores, os compartilhamentos e mantivemos o formato. Daí, no final do fim de semana gravamos a mesa redonda para comentar o fim de semana de forma geral, falar resultados, polêmicas e criticar o jovem”.

Foto: Canal NOJO

Os caras ganharam uma força tremenda que acho que nem eles imaginavam. O Canal Nojo realmente virou um canal informativo onde a galera buscava os conteúdos pra saber o que tava rolando no Joia (eu mesma, inclusive). É claro que houve críticas, né, sempre tem, até porque a zoeira tava comendo solta e alguns se doem. Porém, a ideia foi muito boa e não parou só no primeiro fim de semana do jogos.

O Jean Euflausino, também formado em Educa UEM, falou pra gente que além de informar a galera, a intenção era mesmo puxar sardinha pra zoeira também, afinal é JOIA. Eles contribuíram muito mostrando tudo o que tava rolando ao vivo pra aquela galera que jogou o Joio e tava com uma baita saudade, mas que não veio nessa edição. “Além de tudo, o Nojo serviu para se ter um registro histórico do JOIA, porque muita coisa se perde na memória e, a imagem guarda isso. Durante os dias de jogos e principalmente no primeiro fim de semana percebemos que o canal estava tendo uma adesão muito maior do que imaginávamos”.

Mas calma, calma que não acabou. O Nojo não veio só pra zoar e informar de uma forma diferente, mas também pra alertar. No primeiro fim de semana dos jogos, as atléticas puderam presenciar um caso de machismo bem nítido e, claro, quem mostrou a cara no Canal pra debater o assunto foi a Mestra Camila, que além de debater expôs bem bonito. “Já no começo nos deparamos com uma situação complicada onde nos vimos na obrigação de nos posicionar, um ato machista, um comentário infeliz. Fiz aquele vídeo pra mostrar que nós, como um canal cobrindo os jogos, somos contra qualquer tipo de preconceito, e isso acabou tomando uma proporção que não imaginávamos. Nos outros finais de semana ainda vimos situações iguais acontecendo. Uma pena que hoje em dia, em um jogos desse tamanho, com tanta gente participando, ainda aconteça isso. Mesmo menosprezadas em competições como a dos jogos de boteco, sendo vítimas de assédios e comentários machistas, as mulheres vêm cada vez mais fortes, mostrando que não vamos mais deixar coisas como essas passarem. Vamos nos posicionar, vamos falar sobre e ensinar pra quem precisar ter respeito por todas nós, seja onde for”.

Foto: Canal NOJO

De certa forma, essa galera que quase não tem nada de jornalistas, fizeram uma cobertura muito diferente e que conquistou a maioria da galera. Eu, Gabi, como jornalista, aplaudi muito a forma como eles se posicionaram e como lidaram com vários assuntos da forma mais diferenciada possível.

A intenção não teve nada de retorno, muito pelo contrário, foi uma ideia aleatória que não visava nada, apenas a zoeira e, com isso, eles ganharam patrocínios, apoio e muita admiração da galera (e ódio também que eu sei).

Então se você tá afim de se inspirar em alguém e mostrar pro mundo o quão foda é seu jogos, se inspira no Canal Nojo (notícias do joia), que com certeza para o ano que vem a segunda edição já tá planejada.

Membros:

Vitor Ciriaco – Graduado em Educação Física

Saulo Testa – Graduado em Educação Física

Nelson Tobias – Graduado em Ciência da Computação

Jean Euflausino – Graduado em Educação Física

João Malagutti – Graduado em Educação Física

Camila Felix Vecchi – Graduada em Farmácia

Juan Manzano – Graduado em Educação Física

Hórus Cristian – Acadêmico de Ciência da Computação

Jessica Euflausino – Acadêmica de Jornalismo

Luis Otávio Oliveira – Sem curso, Torcedor da XI de Setembro

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here