Atlética: Associação Atlética Acadêmica Unificada da UFV Rio Paranaíba

Ano de fundação: 2016

Mascote: Cachorro Vira Lata

Curso: Unificado

Faculdade: Universidade Federal de Viçosa

Cidade/Estado: Rio Paranaíba – MG

__________

Ter uma atlética no Campus sempre foi uma vontade de todos os alunos, mas nunca teve alguém a frente para poder criar. Em 2016, eu cheguei ao campus de transferência da PUC Goiás, onde vivi muito tudo sobre atléticas e até participei da diretoria da Atlética da Engenharia Civil da PUC Goiás (Britadera). Quando cheguei de transferência dei graças a Deus que no campus não tinha atlética e eu poderia estudar direito (hahahaha), porém em menos de uma semana o pessoal soube de mim e me procurou querendo saber idéias para criar uma atlética. Então lá fui eu com o intuito de ajudar, mas sem querer fazer parte (claro que não consegui ficar de fora hahahaha). No primeiro semestre ficamos pensando em tudo, decidimos o mascote primeiramente, o cachorro Vira Lata, baseando no fato do Campus ser lotado de cachorros abandonados, criamos a logo e encomendamos um bandeirão. No segundo semestre lançamos a Atlética com uma cara mais alto astral e literalmente voltada a festas. Eu já sabia bem o poder que uma bateria tinha numa atlética e antes de tudo procurei montar a nossa bateria. Depois de uma longa jornada consegui instrumentos pela faculdade, e aí realmente tudo deslanchou, a bateria consegue puxar multidões. Nossos primeiros ensaios foram nas férias, no curso de verão. No final de 2016 já estávamos treinando esportivamente (mais ou menos) e com uma bateria pronta e com garra pra já competir. No ano seguinte, 2017, decidimos já participar de uma competição, a Copa Inter Atlética(CIA) em Uberaba MG, a competitividade surgiu . Nossa bateria já arriscou de cara participar do desafio de baterias e de 14 competidoras ficamos em décimo lugar (Obs: na frente de baterias antigas), foi um orgulho. Nossa torcida foi gigante, muitos se impressionaram até com a união e alegria que a Vira Lata tinha. Porém nosso esporte ainda não estava tão bom assim, tivemos um W.O, mas fomos campeões do futsal da segunda divisão. Esse ano de 2018, já começamos o ano com um fracasso, a organização da CIA nos jogou para a terceira divisão. Mas esse fracasso serviu de motivo para melhorarmos e mudar tudo. Nosso mascote que era um Vira Lata largadão, com uma lata de cerveja na mão, óculos de sol, nem um pouco competitivo se tornou um Vira Lata diferente, pronto pra destruir qualquer oponente. Nossa torcida ficou mais competitiva e eu tinha até dó dos oponentes da Vira Lata, tem que ter a cabeça no lugar pra não ficar nervoso jogando contra a gente, claro que na nossa torcida é proibido qualquer forma de preconceito,o diferencial era que ninguém conseguia calar as vozes e o som da bateria.Essa mudança de imagem e forma de competir impactou enormemente, em 2016 trouxemos apenas um troféu e em 2017, 7 troféus e mais um de terceiro colocado geral da terceira divisão, ou seja, subimos. Além disso, nossa bateria dentre 20 competidoras alcançamos a décima colocação e ano que vem estaremos disputando a primeira divisão do desafio de baterias. Felizmente eu passei a amar a Vira Lata(como é conhecida) e mesmo com uma falta de estrutura enorme para o esporte na cidade e no campus estamos caminhando, eu já nem quero formar pra poder ver a Vira Lata campeã (Esportivamente da CIA, e a bateria na CIA e no BatucaMinas). Temos grandes perspectivas de crescimento. Já temos uma sede na faculdade que conseguimos na garra (acredite se quiser temos até uma sinuca), a diretoria do campus já prometeu quadras esportivas, nossos atletas buscam cada dia mais o alto rendimento no esporte, nossa bateria busca ser a melhor possível (inclusive já fazemos até shows, e estamos com agenda lotada pro segundo semestre pra fazer shows na região), estamos engatinhando num projeto de Cheerleaders, dentre muitas outras coisas. Bom, isso é apenas o que eu consigo contar em forma de texto que vocês possam entender um pouco da nossa trajetória. Existem muitos envolvidos nisso tudo, e posso dizer que todos amam muito a Vira Lata. Acredito que o maior fato de tudo ter dado certo e em tão pouco tempo é pela garra e paixão, talvez por uma visão de dono mesmo e por querer deixar um legado por parte dos diretores, atletas, ritmistas, torcedores etc.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here