Dias de festas, open bar, várias pessoas de diferentes cidades e muita vibração por nossas atléticas em campo em várias modalidades esportivas. São algumas das coisas necessárias para uma boa integração universitária. Mas você acha que estes encontros só surgiram graças a nossa cabeça jovial da geração 2000? (Oléééé) Não meus queridos jovens universitários, nossos vovôs já eram mega atletas!

Os jogos universitários são bem antigos para falar a verdade, é claro que outros elementos foram tomando forma com o tempo, mas podemos dizer ai que desde a década de 30, o ensino universitário promovia grandes eventos esportivos.

Reprodução: Empresa Jr. Unesp Bauru

Os primeiros registros históricos do esporte entre os estudantes no Brasil, segundo o Centro de Estudos e Memória da Juventude, o CEMJ, foram realizados em meados do século 19. Algumas universidades tradicionais de São Paulo promoviam competições de maneira isolada. A tradição dos jogos começou de fato com disputas de São Paulo e Rio de Janeiro, sendo no ano de 1933, criada a Federação Atlética dos Estudantes, mais tarde conhecida como Confederação Brasileira do Desporto Universitário, CBDU. Com o tempo, outros estados foram aderindo aos eventos e se tornando cada vez mais populares.

A CBDU foi fundada em 1939, graças a acadêmicos e representantes de federações universitárias estaduais, com o objetivo de organizar e tecer algumas diretrizes para o esporte universitário. Foi oficializada apenas em 1941, com o então presidente Getúlio Vargas.

Além de competições esportivas, estes eventos promoviam muito mais que apenas meros jogos, estavam empregando uma filosofia que percorre até os dias atuais: amizade (INTEEEGRAÇÃOOOO), perseverança e cooperação. Percebemos muito bem em cada evento essas características não é mesmo!?

Foto: Reprodução da Internet

E os eventos não pararam mais. Diferentes modalidades, festas para integrar os torcedores e os atletas, e ainda mais BATERIAS (é isso aí, a arte também tem seu espaço por aqui), fazem parte hoje em dia destes encontros desportivos. Hoje, São Paulo engloba muitos jogos universitários, os encontros mais famosos e tradicionais como JUCA (Disputado desde 1993), Engenharíadas (desde 1999), Jogos Jurídicos (com 39 edições), InterUnesp (desde 2001).

O apoio e investimento nesta área da vida universitária são essenciais. O esporte proporciona um momento de lazer e fortalecimento da amizade, possibilitando o desenvolvimento de comunidades mais pacíficas e pessoas mais saudáveis. Afinal, a vida universitária não é apenas se trancar nas bibliotecas, mas saber conviver e criar novas perspectivas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here