Foto: Calouro Folia 2019

Se tem duas coisas que o universitário nunca tem é tempo e dinheiro. Mas saber como usar um para gerar o outro pode ser a solução. Usar seu tempo para ser freelancer, ou seja, fazer aquele famoso “bico”, pode ser uma ótima saída para gerar uma grana extra. Por isso o Integraê te dá 5 dicas para conseguir administrar isso! 

1 – Como não deixar o freela prejudicar os estudos? 

Mesmo que seja muito importante a grana, se você tem uma prova que precisa muito estudar, vai estudar para a prova! Conhecimento é um investimento em você. Não jogue por água a baixo tudo que você já passou, por trabalho. Dinheiro vai e vem, mas o tempo só vai! Por isso gerencie ele da melhor forma, determine a hora para estudar, para trabalhar, para ir a faculdade, e a de descansar também. Mas não procrastine!

Wake Up Morning GIF - Find & Share on GIPHY

2 – Como trabalhar com alguma coisa sem ter experiência? 

Ninguém nasceu sabendo fazer absolutamente nada, bota isso na cabeça! Mas com certeza deve ter algo que você se identifica mais. Pensou? Não sabe como fazer? Pesquise! A internet está repleta de tutoriais, cursos grátis, depoimentos de profissionais… se não for o suficiente, cola com profissionais da área que você quer trabalhar, converse com professores, e encare a prática, os erros e acertos fazem parte da vida profissional e é a melhor forma de aprender.  

Busy Jim Carrey GIF - Find & Share on GIPHY

3 – Qual área eu posso atuar como Freelancer? 

Muitas! Se for algo relacionado a sua área de formação melhor ainda. Mas, falando no geral, os eventos sempre demandam de muita gente para trabalhar temporariamente, seja na comunicação, com artes, releases, promoções, coberturas, seja nas vendas como comissário, na organização em si, apoio de palco, apoio esportivo, aos bares, portaria, enfim, muitos cargos.

Já dentro da faculdade existe muita gente que não domina tão bem assim as normas da ABNT, você pode formatar trabalhos dessas pessoas, dar aulas particulares para alunos que estão no Ensino Fundamental e Médio, pode ser uma boa ideia. São muitas possibilidades, o caminho é só pensar nos problemas que as pessoas têm e que você poderia resolver. 

Interesting Thinking GIF - Find & Share on GIPHY

4 – De qual maneira divulgar meu trabalho? 

Use sua rede de contatos: Todo mundo conhece alguém, que conhece alguém que precisa de alguém! Divulgue nas suas redes sociais, para seus amigos, no grupo da família, onde der, sempre vai ter alguém para te indicar. Não é vergonha nenhuma correr atrás de trabalho. Use as ferramentas profissionais também, atualize seu LinkedIn, preencha seu perfil com competências da área que você deseja atuar, faça conexões que você julgue interessante, interaja, faça seu networking. Se cadastre em plataformas de freelancers, existem várias delas, como a Workana, que é voltadapara designers, desenvolvedores, redatores, revisores. 

Social Media Facebook GIF - Find & Share on GIPHY

5 – Como calcular o valor do meu freela? 

Uma das melhores formas é pelo valor de horas, mas primeiramente pense em quanto você precisa e o quanto você tem de custos fixos, como transporte, alimentação, energia, internet, entre outros. Depois, avalie o quanto de horas você tem disponível para esse projeto e a dificuldade que você terá nele, se realmente vale a pena. E o principal: se valorize! Não é porque o sobrinho faz pela metade do preço que você tem que fazer. Dê valor a sua expertise. 

Funny Cat GIF - Find & Share on GIPHY

Essas são algumas dicas de como fazer aquela graninha! Vamos ao trabalho? 

Quer saber mais sobre o assunto? Bora lá!

Aprenda a fazer uma grana extra na faculdade de 8 formas diferentes

Preciso atuar na minha área de formação?

Descobrindo sua profissão depois da atlética

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here