Foto: CoUNI (Comissão Esportiva Universitária)

“40 ficam gigantes”

Esta é a frase que melhor descreve a nova Liga Universitária de Florianópolis. Sob comando da CoUNI (Comissão Esportiva Universitária), organização 100% estudantil vinculada à Prefeitura Municipal de Florianópolis, a proposta que parecia ser inviável devido ao movimentado calendário universitário da capital catarinense, tornou-se realidade e resultou em uma competição que reuniu as 40 maiores associações atléticas acadêmicas da cidade ao longo de 4 intensos finais de semana, celebrando o esporte universitário em disputas acirradas pelo título.

O que mais chama a atenção para a nova Liga, é o inédito apoio da Prefeitura ao movimento das atléticas na cidade. Em Florianópolis há um potencial universitário enorme, contando com campus da UFSC, UDESC, IFSC, referências de universidades públicas e diversas outras particulares que não ficam atrás quando se fala do movimento de atléticas. Até então, todo esse potencial estava inexplorado no âmbito municipal, os câmpus estão separadas por poucos quilômetros de distância e nunca haviam se confrontado.

Foto: CoUNI (Comissão Esportiva Universitária)

Mas para entender um pouco melhor de onde surgiu a Liga, precisamos ouvir dele, o Presidente da CoUNI, como aconteceu todo o processo de criação da Comissão Universitária da Prefeitura. Gustavo Marques, acadêmico de Administração Pública na ESAG (UDESC), tem uma história dentro do esporte catarinense, foi garoto propaganda da FESPORTE no ano de 2016 e líder do grupo que possibilitou o surgimento da Liga:

“A CoUni surgiu da necessidade de aproximar a Prefeitura das atléticas e as atléticas entre si, esportivamente falando, coisa que é difícil imaginar que nunca tinha acontecido antes, pela força que o movimento carrega em Florianópolis. A equipe é formada por graduandos e graduados de diferentes universidades e diversas visões sobre a cultura do esporte em cada instituição, o que enriquece muito na hora de qualquer tomada de decisão, sendo um facilitador para chegarmos a um senso comum. Já a Liga foi um filho: em 5 meses de gestão, entregar algo que nunca foi feito foi um desafio enorme, mas a gente precisava passar por isso pra crescer como grupo. Então, ela acabou sendo um divisor de águas muito importante para o futuro da CoUni como organização. Todo o apoio externo que tivemos e o engajamento das atléticas participantes foi de suma importância para o resultado final, somos muito gratos por tudo isso.”

Foto: CoUNI (Comissão Esportiva Universitária)

Ao final dos jogos, a ATCTC, Atlética do Centro Tecnológico da UFSC, sagrou-se campeã geral, seguida pela Atlética do CEFID da UDESC e da ATCSE, Atlética do Centro Sócio-Econômica da UFSC, em segundo e terceiro lugar, respectivamente. A cerimônia de premiação aconteceu no Plenário da Câmara dos Vereadores de Florianópolis, em uma celebração de gala na qual as atléticas, equipes e atletas destaque puderam receber seus troféus e medalhas e encerrar a Liga Universitária com chave de ouro.

Para o próximo ano, as expectativas são de uma Liga consolidada e com muitas possibilidades de expansão, com projetos para a criação de um desafio de Baterias e Cheerleaders, além de integrações fora de quadra!

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here